quinta-feira, 6 de maio de 2010

PARA VOCÊ MEDITAR:

    Todos os dias somos desafiados em nossa fidelidade ao Senhor: são problemas que insistem em não ter solução, são barreiras que insistem em estar de pé, são acusações sem fundamento que insistem em nos desanimar e dizer o que não somos. Mas foi em momentos assim que Paulo disse: "Em tudo somos atribulados, porém não angustiados; perplexos, porém não desanimados; perseguidos, porém não desamparados;  abatidos, porém não destruídos; levando sempre no corpo morrer de Jesus, para que também a Sua vida se manifeste em nosso corpo" (II Coríntios 4.8-10).


 

    Precisamos ter em mente (digo isso a mim antes de dizer a vocês) que a nossa jornada nesta vida não se resume somente nas conquistas que almejamos, nos trunfos que adquirimos, nas metas que alcançamos. Os "nãos" que recebemos na vida são muito mais construtivos que os "sims" que tanto almejamos. São os "nãos" que nos fazem avançar em direção aos nossos sonhos, nos ensinam a servir aos outros, em vez de querermos ser servidos. Temos no Senhor Jesus o melhor exemplo do que os "nãos" fazem em nossas vidas: Ele clamou ao Pai para que deixasse passar o cálice do Seu sofrimento, mas sujeitou-se ao propósito do Pai Celeste e ofereceu-se na Cruz para salvar a todos nós (Mateus 26.38-39,42; Filipenses 2.5-11; Hebreus 5.7-11).


 

    Então, se as portas estão fechadas, se as acusações vêm sobre você como abelhas enfurecidas, se você não consegue enxergar a luz no fim do túnel ou a resposta parece se desviar de você, tenha certeza de uma coisa: o Senhor Jesus vai operar na tua vida, Ele te fortalecerá nesse momento de espera e, quando a vitória chegar, você vai compartilhar a sua vitória com as pessoas que estão ao seu redor e vai ajudar as outras pessoas que estão passando pela mesma necessidade que você teve que enfrentar. Não foi assim com o Senhor Jesus, para ser o nosso Sumo-Sacerdote diante do Pai? Veja o que está escrito em Hebreus 4.14-16:

"Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes o nosso coração. Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi Ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado. Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao Trono da Graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna".


 

Que o Senhor lhes abençoe e fortaleça em todo o tempo e em qualquer situação.